terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Comparando os governos de FHC e Lula.

O desafio foi lançado pelo ex-presidente tucano, que encheu o peito para atacar a candidata governista Dilma Rousseff, dizendo a seguir “não temer” uma comparação entre seu governo e o de Lula. A preferida de Lula, por sua vez, disse em um de seus comícios que “aceita o desafio”. Porém, nem FHC nem Dilma ou Lula foram às “vias de fato” de comparar seus governos. Descubramos por que analisando as linhas gerais do cada um deles fez com seus oito anos de governo.

FHC privatizou praticamente tudo que estava nas mãos do Estado, sob controle social, entregando a troco de nada nossas riquezas e nossa capacidade de governar a nós mesmos a tubarões privados corruptos e gananciosos. Lula fez o mesmo, privatizando rodovias e poços de petróleo, e agora trabalha duro para privatizar também o pré-sal. FHC seguiu com esmero a chamada “cartilha neoliberal”, submetendo o Estado aos desmandos do mercado através da “autonomia” do Banco Central e das “agências reguladoras”, entregando bilhões de reais aos banqueiros e deixando migalhas pra saúde e pra educação. Lula seguiu exatamente a mesma cartilha, inclusive dando ainda mais dinheiro aos agiotas do mercado financeiro – tudo isso sem “quitar a dívida externa” que nem se mente por aí. FHC era inimigo dos movimentos sociais do campo e da cidade, e não fez a reforma agrária. Lula posa de “amigo” do MST e outros movimentos sociais, mas também não fez a reforma agrária. FHC instituiu o assistencialismo através do Bolsa Família, criticado pesadamente pelo então oposicionista Lula. Quando assumiu, Lula tomou pra si aquilo que antes criticava, aprofundando ainda mais a política tucana de “dar esmola” ao invés de emprego, garantindo assim muitos votos nas áreas mais pobres do Brasil. FHC tentou sem sucesso estender muitas de suas “reformas” neoliberais para campos como educação, saúde e seguridade social. Lula não só nada fez contra toda essa “herança maldita” do desgoverno tucano como conseguiu realizar muitos dos velhos sonhos tucanos, através das “reformas” da previdência e universitária. E quer ir além, com suas “reformas” trabalhista e política, tudo copiado da velha cartilha neoliberal tucana.

Está explicado porque governo e oposição de direita preferem xingar uns aos outros do que fazer comparações tais como cobrou FHC, “sem mentir nem descontextualizar”. Na essência, PT e PSDB/DEMO são exatamente a mesma coisa, só mudando nos detalhes. Ambos servem aos mesmos interesses, nem “do Brasil” nem “dos trabalhadores”, mas sim do grande capital privado nacional e estrangeiro. A disputa acirrada que vemos aqui não é entre diferentes “projetos de nação”, mas sim pelo puro e simples privilégio de se controlar a máquina estatal e ser o “executivo-chefe” a gerir os negócios sujos do capital.

5 comentários:

AF STURT disse...

A analise é bem sintetica.

Realmente é isso que houve.O PT RADICALIZOU o progama do psdb,claro, para melhor.
Esse é o problema dos diretistas.Imcopetência pura.

Anônimo disse...

muito bom. É por um programa radicalmente democrático, ecológico e socialista que esta alternativa está se conformando:

http://pliniopresidente.com

Acesse e se gostar assine o manifesto!

2010 é FRENTE DE ESQUERDA!

Anônimo disse...

Mas o Brasil esta muito, mas muito melhor que no governo passado, e eh isso que interessa, o cidadao comum nao quer saber de politica macroeconomica, ele quer eh sentir em sua casa, em sua familia a melhoria do Pais, e isso podemos sentir nas nossas maos, hoje.

Anônimo disse...

muito interessante o texto, que mostra os dois se chocando um ao outro!!!

Anônimo disse...

A ordem dos fatores naum altera o produto....